Biofilia na arquitetura e design de interiores

  • 03/04/2020 às 12:15:08
  • ARQ-TS
[Biofilia na arquitetura e design de interiores]
Biofilia na arquitetura e design de interiores

Já ouviu falar em Biofilia? Este termo está cada vez mais presente em nossas vidas, principalmente nas áreas de arquitetura e design de interiores.

O termo Biofilia vem literalmente do grego bios, vida e philia, amor, que significa “amor pela vida”.  Mas a palavra foi popularizada por Edward Wilson, que acredita que os seres humanos têm uma ligação emocional genética com a natureza.

Essa ligação, segundo seus estudos, tornou-se hereditária. É provável que seja pelo fato de que em 99% da nossa história não vivíamos em centros urbanos, e sim convivendo intimamente com a natureza.

A Biofilia é a necessidade que sentimos de estar em contato, interagir e nos relacionarmos com a natureza.

Ou seja, o design Biofílico propõe trazer a natureza para dentro dos ambientes. Afinal, 90% do nosso tempo passamos em ambientes fechados.

Um estudo brasileiro que avalia a saúde, bem-estar e produtividade nos escritórios , baseado no WGBC, aponta a importância da biofilia no rendimento dos trabalhadores.

“A sugestão de que temos uma ligação instintiva com a natureza, é um tema crescente na pesquisa. A compreensão científica do impacto positivo que espaços verdes trazem para a saúde mental, tem implicações para os envolvidos em projetos de escritórios, assim como para os planejadores urbanos.” afirmou a arquiteta Maíra Macedo, coordenadora do estudo.

Do mesmo modo, esses princípios também podem incentivar os compradores a ficarem mais tempo e gastarem mais em ambientes comerciais.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

Um estudo realizado nos estados Unidos descobriu que, em média, os compradores americanos valorizavam os bens em 9,2%, quando eram vendidos em ambientes mais biofílicos. (Não que consumir mais seja algo mais sustentável, mas a informação deve ser interessantes para os incorporadores).

Em resumo, as vantagens de inserir a biofilia nos projetos arquitetônicos são inúmeras; ajuda a reduzir o estresse; aumenta o bem-estar e estimula a criatividade. Além de aumentar a produtividade em ambientes corporativos, ser mais rentável em ambientes de varejo, reduzir o tempo de internação em espaços de saúde, e ajudar os alunos a se concentrem mais em seus estudos, em ambientes educacionais.

Então, vamos ver como aplicar a biofilia na arquitetura?

– Vegetação

A primeira coisa que pensamos quando falamos em elementos naturais são as plantas. Inegavelmente é a nossa conexão imediata com a natureza.

Integrar a vegetação com a arquitetura e trazer o verde para dentro dos nossos ambientes pode ser muito benéfico para o nosso bem-estar. Além disso, as plantas são purificadoras naturais do ar, melhorando a qualidade do ar interno.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Iluminação Natural

Há evidências crescentes de que somos mais saudáveis ??quando nossos ritmos circadianos são equilibrados, certamente ter acesso à boa luz do sol ajuda muito com isso.

Intuitivamente, mapeamos a hora do dia observando as sombras e a luz do sol.

Quando estamos em ambientes iluminados artificialmente, não percebemos a mudança de horário, por isso nosso cérebro não recebe a informação que está anoitecendo e deixa de produzir melatonina, o hormônio que nos faz relaxar. Por conseqüência disso, muitas pessoas ultimamente relatam dificuldades de dormir e cansaço, porque mesmo quando dormimos, nosso cérebro não descansa o que necessita.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Ventilação Natural

Abrir a janela e deixar entrar ar fresco também é importante para ajudar nessa conexão. Através de uma janela aberta podemos ouvir o som da chuva, o vento ou pássaros cantando, conectando-nos ao clima.

Entretanto muitas vezes isso não é possível, pois muitos de nós vivemos em cidades poluídas e barulhentas. Mas se conseguirmos abrir as janelas ao menos uma vez ao dia por alguns minutos já ajuda.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Vistas para o exterior

Espaços fechados onde faz nos sentirmos mais seguros, mas ao mesmo tempo, poder olhar para o horizonte, ajuda-nos a restaurar nossa sensação de segurança e conforto.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Uso de materiais naturais

Materiais naturais como madeira, pedra e bambu são preferíveis no design biofílico. Esses materiais oferecem uma variedade de texturas e padrões que reproduzem a variação sensorial que experimentamos na natureza.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Formas orgânicas

Hoje, a maioria dos nossos materiais de construção e decoração possuem linhas e ângulos retos, mas as formas orgânicas nos remetem a natureza e trazem uma sensação de bem-estar, pela profunda afinidade que temos com suas complexidades e beleza.

Nem todo ambiente é possível ter formas naturais no desenho do edifício, além de ser mais caro, mas os padrões da natureza podem ser usados ??decorativamente e serem poderosos em nos conectar com o mundo natural.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Percepção do local

Como falamos anteriormente, é importante para o nosso bem-estar ter noção do que acontecer no exterior. Vistas para o exterior, assim como a iluminação e ventilação natural, são fundamentais para termos essa percepção do local. Mas conectar a decoração do interior a esses elementos também ajuda nessa conexão.

Visto que com a economia global temos os mesmos materiais e produtos disponíveis em qualquer lugar, por conseguinte nossos ambientes têm uma sensação de ausência de localização, e não estão mais enraizadas aos materiais da região, ou refletem o clima ou a cultura local.

É interessante trazer para a edificação e seu interior elementos que conectem a região. Só para exemplificar, se a edificação tiver na praia, o ideal é utilizar uma decoração praiana e utilizar, sempre que possível, materiais  e revestimentos locais.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Biomimética

A biomimética é a imitação dos processos da natureza e sua aplicação ao design das coisas cotidianas que fazemos.

A biomimética tem sido usada para criar colas que imitam a aderência que as conchas de mexilhões têm nas rochas, até o uso da textura da pele do tubarão no design de trajes de banho.

Na arquitetura, há muito tempo utiliza-se essas formas e padrões como inspiração, mas com a industrialização, estamos cada vez mais perdendo essas referências.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

– Água

Espelhos d´água, fontes e lagos são excelentes formas de conectar a natureza à arquitetura e decoração. Para muitos o ruído da água traz relaxamento. Mas todos esses recursos devem ser usados de acordo com o ambiente e o clima que a edificação está inserida.

Em conclusão, utilizar os conceitos da biofilia na arquitetura contribuirá para o sua saúde e bem-estar. Quando formos projetar ou decorar, o ideal é irmos para o exterior e aprender sobre o local. Se você entender sobre seu ecossistema, estará pronto para trazer as lições e a beleza da natureza para dentro.

Biofilia na arquitetura e design de interiores

Tem alguma dúvida ou curiosidade que queira compartilhar conosco?

Entre em contato atráves da página Contato ou pelas Redes Sociais: Facebook, Instagram e Whatsapp.

Não deixe de acessar nosso Blog, sempre trazemos novidades pra você!

Gostou do post? Comenta aí!