Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

  • 04/04/2020 às 13:51:56
  • ARQ-TS
[Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável]
Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

Construção sustentável pode buscar soluções em materiais biodegradáveis que não causam impactos ao meio ambiente e reduzem a produção de resíduos.

O destino dos resíduos é um dos temas mais discutidos quando o assunto é construção sustentável. Afinal, a atividade gera muitos impactos prejudiciais ao meio ambiente, desde a produção dos materiais e equipamentos que são utilizados na obra e em empreendimentos até o momento de descarte dos rejeitos da construção. Por muitas vezes, prédios são demolidos para darem espaços a outros mais modernos, tecnológicos e sustentáveis. Mas, para onde vai todo o resíduo gerado? Para tentar minimizar este impacto, muitos recursos podem ser usados, como, por exemplo, materiais biodegradáveis.

O que são materiais biodegradáveis?

Materiais biodegradáveis são aqueles compostos por elementos orgânicos que se decompõem no meio ambiente. Trata-se de produtos sustentáveis que reduzem a poluição e contribuem com a redução do lixo nas cidades.

O termo “materiais biodegradáveis” usado na construção civil está correto?

É preciso destacar que há uma diferença entre os materiais biodegradáveis usados na construção civil e produtos biodegradáveis consumidos no dia a dia, como o plástico.

Essa diferenciação está no tempo de decomposição dos dois tipos de materiais.

Para que você entenda melhor, vamos explicar como funciona o processo de biodegradação.

O processo de biodegradação é definido como uma transformação química promovida pela ação de micro-organismos sobre determinadas condições de temperatura, umidade, luz, oxigênio e nutrientes.

Um dos principais parâmetros que definem se os produtos são biodegradáveis ou não é o tempo que eles demoram para ser decompostos por micro-organismos.

Materiais biodegradáveis são apenas aqueles que demoram semanas ou meses para se decompor.

Diante desse contexto, se os produtos são decompostos por micro-organismos, mas demoram muitos anos para desaparecem na natureza, não são considerados materiais biodegradáveis.

Para ser considerado biodegradável, um material ou produto deve atender a algumas normas internacionais, como as estadunidenses ASTM 6400, 6868, 6866, a europeia EN 13432, ou a brasileira ABNT NBr 15448 de biodegradação e compostagem, além de comprovar suas propriedades por meio de testes em laboratórios certificados.

Sendo assim, não é possível usar produtos biodegradáveis na construção civil, já que eles se decompõem muito rapidamente.

O termo “materiais biodegradáveis” usado na arquitetura serve para classificar os materiais retirados da natureza e que não geram resíduos quando descartados, mas na teoria não são biodegradáveis.

Qual é a importância de usar materiais biodegradáveis?

O setor de construção civil é um dos maiores poluidores do meio ambiente.

Só para citar um exemplo, a produção de alguns materiais, como o cimento, libera altas quantidade de CO2. Trata-se do principal gás responsável pelo efeito estufa no mundo.

Além disso, resíduos de obras e demolições não se decompõem no meio ambiente, aumentando a quantidade de detritos no mundo.

Diante dessa situação, é fundamental que a construção civil utilize materiais biodegradáveis para reduzir os danos ao planeta.

O uso de materiais biodegradáveis ainda caminha a passos lentos. Questões como a disponibilidade dos materiais nas grandes lojas e desconhecimento do grande público contribuem para que os materiais biodegradáveis ainda não sejam a escolha mais comum.

Além disso, materiais biodegradáveis têm um alto custo, fator que afasta o interesse das construtoras e dos clientes em geral.

Mas já é possível encontrar vários exemplos de materiais biodegradáveis que substituem com perfeição as soluções mais comuns.

Cabe aos arquitetos se unirem a engenheiros e técnicos para que, juntos, possam trabalhar com materiais que não só vão atender as necessidades de construção, mas, também, possam cumprir seus objetivos de maneira prática e sustentável. Vale lembrar que materiais biodegradáveis são aqueles que se degradam de forma natural e sem prejudicar o meio ambiente.

A enorme variedade de produtos e a percepção dos benefícios em se usar os materiais biodegradáveis que estão disponíveis no mercado são pontos positivos para o desenvolvimento da sustentabilidade.

Confira abaixo alguns destes materiais que podem ser usados na construção civil sustentável.

Cortiça

A cortiça é um material muito versátil e que pode ser usado de diferentes maneiras em prol da sustentabilidade. Trata-se de um material renovável em que não é necessário derrubar árvores para colher o recurso, uma vez que ele vem da casca do sobreiro e pode ser removido sem danificar o meio ambiente. Entre os seus maiores benefícios está o isolamento térmico e acústico do prédio verde, sendo um dos itens mais antigos de isolamento. A cortiça ainda pode ser utilizada como revestimento interno e externo, como, por exemplo, em pisos e móveis.

Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

Bambu

O bambu é uma das novas tendências que têm surgido no mercado arquitetônico, não somente por sua beleza natural que traz um charme estético especial para as estruturas, mas, também, por suas qualidades sustentáveis e biodegradáveis. Considerado como “aço verde”, suas vantagens estão na resistência e durabilidade, além de proporcionar economia financeira.

Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

Tijolo Ecológico

O tijolo ecológico é produzido a partir de uma mistura de solo, cimento e água prensada manualmente ou mecanicamente.

Ele não vai ao forno, o que reduz a queima de madeira e emissão de gases poluentes. Além disso, o tijolo ecológico dispensa o uso do concreto, já que as peças são encaixáveis.

Mas ser um dos materiais biodegradáveis mais usados na construção civil não é a única vantagem do tijolo ecológico.

Entre os benefícios do material estão a redução de custos na obra e o conforto térmico e acústico.

Leia também sobre: Tijolo ecológico: o que é, tipos, vantagens e desvantagens

Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

Areia do deserto

Este é um material muito recente e que tem sido desenvolvido por alunos de pós-graduação em Londres. Chamado de Finite, o material pode ser uma futura solução para substituir o concreto tradicional feito de areia branca e fina, uma vez em que ele é feito de areia do deserto. Dessa forma, além de ser biodegradável, ele acaba sendo uma matéria-prima renovável e que pode ser reutilizada em vários ciclos. Como ainda está em fase de desenvolvimento e regulamentação, o Finite é usado apenas para a criação de pequenos objetos.

Linóleo

Apesar de não ser produzido no Brasil – disponível apenas para importação –, o linóleo é um dos pisos mais sustentáveis que existem no mercado e uma opção que agrada muito o setor de green buildings.  Trata-se de um produto de alta durabilidade com uma estimativa de tempo útil de, no mínimo, 30 anos da sua instalação. É recomendado para ambientes internos que não sofrem com umidade.

Materiais biodegradáveis são opções para construção sustentável

Madeira

A construção civil sofre com duras críticas em relação ao abuso do desmatamento, no entanto, a madeira também é um material biodegradável e renovável. O importante é obtê-la de maneira sustentável e consciente para que não cause danos ao meio ambiente. Vale lembrar que o tratamento usado na madeira com destino à construção sustentável deve ser diferente, para que se evite um processo desnecessário de descarte de resíduo.

Plástico hidrossolúvel

Já existe no mercado brasileiro um plástico solúvel que se dissolve na água. Ele pode ser usado em produtos de diversos setores, inclusive na construção civil.

Nesse caso, sua aplicação é útil em embalagens de cimento e outros materiais. Dessa forma, o material pode ser colocado diretamente na betoneira, sem a geração de resíduos plásticos para o meio ambiente.

Concreto reciclável

O concreto reciclável é produzido a partir de sobras do material na obra. Esses resíduos são gerados no “lastro” (parte que fica impregnada no interior da betoneira após o descarregamento total do concreto).

Também é considerado sobra de concreto qualquer volume de resíduo que não foi descarregado na obra e foi devolvido à concreteira.

Esse material biodegradável pode ser usado em aterros, processos de pavimentação, construção de blocos com finalidade de vedação e objetos feitos de concreto.

Tem alguma dúvida ou curiosidade que queira compartilhar conosco?

Entre em contato atráves da página Contato ou pelas Redes Sociais: Facebook, Instagram e Whatsapp.

Não deixe de acessar nosso Blog, sempre trazemos novidades pra você!

Gostou do post? Comenta aí!